Notícias

Comandante da Polícia Militar em Parintins registra ocorrência por Calúnia





O comandante do 11º Batalhão de Polícia Militar de Parintins Major Valadares Júnior registrou ocorrência contra um grupo de pessoas lideradas por um professor que chefiava uma manifestação na Avenida do Carnailha e que divulgou inúmeras informações infundadas a respeito da ação do comandante. 

A manifestação era contra o aumento salarial de vereadores e administradores do município aprovada pela câmara municipal de Parintins na legislatura passada e promulgada pelo ex- prefeito Bi Garcia. 

O militar registrou boletim na terceira delegacia regional de Polícia Civil por calunia e difamação. De acordo com o Valadares, o professor declarou que havia sido agredido e instigou os manifestantes a partirem para a violência. “Não houve agressão às pessoas não podem sair por ai criando coisas e tentando denegrir a imagem de quem quer que seja”, comentou o comandante.   

“Os manifestantes entraram normalmente na avenida, no entanto, ao chegarem próximo aos camarotes de pista do Carnailha eles (manifestantes) começaram a usar o manifesto de forma agressiva empurrando os cartazes no rosto das pessoas”, justificou. 

O comandante do Batalhão de Parintins abrirá processo por calunia e difamação por informações mentirosas veiculadas por algumas pessoas que queriam tumultuar. “Não somos contra a manifestação apenas pedimos que as pessoas façam de forma ordeira, na forma correta”, concluiu.


Texto e Foto: Carlos Alexandre